6.9.05

Dedo, Belina e Carrefour

Eu tinha aproximadamente 10 anos de idade quando quebrei o dedo da mão jogando futebol no sítio (eu tava de goleiro). Ao invés de procurar um médico para tratar da lesão, continuei com minha vidinha como se nada tivesse acontecido. O problema é que eu vivia batendo com meu dedo machucado. A dor era insuportável.
Foi então que perguntei ao Mestre:
- Mestre: posso bater com qualquer parte do corpo, qualquer parte da mão, mas por que sempre acabo batendo logo com o dedo que está quebrado?
A resposta foi surpreendentemente lógica e me senti envergonhado por não haver percebido antes. Na verdade, eu sempre bato com aquele dedo, todos os dias. Somente o fato de ele estar quebrado é que faz com que eu note que bato com ele.
Putz...
Essa descoberta mudou minha vida.
Na época de colégio, eu gostava de uma menina sempre deixava a aula em um carro vermelho, uma Belina. Foi aí que comecei a ver uma Belina vermelha em cada esquina achando que eras ela. Prontamente as palavras sábias do Mestre, anos atrás, me vieram à memória. As Belinas vermelhas sempre estiveram aí, nas ruas. Eu é que nunca tinha tido motivo para prestar atenção na presença delas. Claro!

No início deste ano, descobri que o símbolo do Carrefour é a letra “C”. Incrível como nunca havia notado isso. Vejo praticamente este símbolo todos dias, na TV, nos outdoors, mas nunca notei que era uma letra “C”. Será que tenho algum retardo mental? Navegando pela internet, mais precisamente pelo Orkut, descobri que muita gente não sabia que o símbolo do Carrefour é um “C”. Ufa! Fiquei aliviado.

O Blog é meu. Escrevo o que eu quero.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...