31.3.06

Milagres e milagres

Sete anos de Grêmio e pela primeira vez o salário dos funcionários é pago no dia 31.
Milagres acontecem...

Grêmio 3 a 0 amanhã no Gre-Nal.

Sabedoria


"Dinheiro é que nem foda: se tu não aproveitar a oportunidade naquela hora, ela vai embora e não volta mais".

Luiz Nei.

Obs. mestre

Trabalhando no litoral


Desde o ano passado quando comecei a trabalhar no bairro Guarujá, na Zona Sul, aprendi a ver a cidade de uma forma mais romântica (que gay).
A pessoa que caminha à tarde, na orla do Guaíba, se sente em outra cidade. Ainda mais se mora do lado de cá do arroio dilúvio (sempre dividi Porto Alegre em “o lado de lá” e “o lado de cá” da Av Ipiranga). Criei o hábito de dar minha caminhada diária por ali: Guarujá e Ipanema. De uma ponta a outra. Vendo o por do sol, o pessoal jogando futevôlei na beira da praia. Coisas que não pertencem a Porto Alegre. Cheguei até a pensar em me mudar pra essas bandas.
Hoje desci a Coronel Marcos de carro e me senti chegando em Laguna com o mar azul lá embaixo me esperando (suspiro).
Ainda quero matar o desejo de sentar em um quiosque à beira do Guaíba para tomar um chope no fim do dia. O difícil é arranjar companhia. Ninguém quer se deslocar até esse “fim de mundo”.

Ovo esquerdo

Hoje no Tirol.
Eu:
- Duda, quer que o pai corte um bifinho pra ti?
Duda:
- Não pai. Primeiro quero comer um ovinho de canhota.
- Ovinho de que??
- Aquele ovinho pequeninho que tem na salada.
- Ah...codorna...
- Esse.

30.3.06

Lo puedes creer?


Tu acreditaria se tua esposa (ou marido) chegasse em casa de noite, sem aliança, dizendo que perdeu num bar enquanto brincava com ela em cima da mesa?

Nem eu.

Um mimo do Maurício para minhas crias


29.3.06

Reclamações

Minha esposa reclamava que meu xixi respingava na tampa do vaso.
Passei a fazer xixi sentado.

Minha esposa reclamava que eu só ficava vendo futebol na TV
Parei de acompanhar o Campeonato Paulista da Série A2.

Minha esposa reclamava que eu não a levava ao cinema.
Levei pra ver “Pelé Eterno”.

Minha esposa reclamava que eu não chegava em casa com bombons.
Passei na Max.

Minha esposa reclamava que eu estava acima do peso.
Emagreci.

Minha esposa reclamava que eu não dava bola pra ela.
Comprei uma Topper na Paquetá.

Minha esposa reclamava que eu não a procurava.
Mandei ela se esconder.

Minha esposa reclamava que sentia saudades.
Voltei.

28.3.06

Vai um passinho pra frente ae...


Antigamente eu era um gurizinho mimado, morador da Nilo Peçanha, estudante do Anchieta e só andava de motorista. O tempo foi passando e as circunstâncias da vida fizeram com que eu aprendesse na marra a ser gente.

Não faz muito tempo, aprendi a andar de ônibus em Porto Alegre. Antigamente um passeio de ônibus para algum lugar era uma verdadeira aventura. Hoje em dia atravesso a cidade de coletivo com a nítida sensação de que agora faço parte dela. Assim como outros milhares de pessoas que usufruem o transporte coletivo da Capital. Aliás, um excelente transporte coletivo.
Meu jeito circunspeto e observador, faz com que o longo trajeto da casa ao trabalho e do trabalho pra casa se torne algo extremamente interessante só no fato de tentar analisar as pessoas que sobem e descem dos carros. Cada um com sua vida, com suas histórias, seus problemas pessoais, suas alegrias e com a vontade (ou não) de chegar em casa.

T9, T2, T2A, T4, Serraria, Cefer, Ipê, Ipanema/Cavalhada já não são mais nomes de veículos interplanetários, pelo menos pra mim.

Bom, dá licença que tenho que buscar meu carro na oficina.
Fui...

Promoção imperdível!!!

Só duas pernas


Manchete do jornal português "O Jogo" mostrando o respeito que o Benfica tem pelo Barcelona.

Fábrica de dinheiro


Quando eu era pequeno, não entendia o motivo de algumas pessoas não terem dinheiro e outras terem demais.
Se as notas de dinheiro eram feitas no Brasil, na "Casa da Moeda", por que não fazer uma quantidade maior e entregar para aqueles que ficaram sem? Assim todos teriam e viveriam felizes par sempre.

Hoje estou grande, e continuo sem entender certas coisas.

27.3.06

Gre-Nal na decisão


Desde 1999, no Gre-Nal onde o Ronaldinho entortou o Dunga, Grêmio e Inter não decidem um campeonato gaúcho. Mais por incompetência gremista do que por qualquer outra coisa.

A nação tricolor está sedenta por este clássico, ainda mais depois de um ano de gozação e de "Gre-Nau". Espero que o troco seja dado dentro de campo também e não somente fora dele onde o torcedor do Grêmio vem dando prova de superioridade.

No papel e na prática, Inter infinitamente superior. Resta ao Grêmio a tradição e a mística da superação nas causas impossíveis. É nessa bandeira que estou abraçado.

Eu e 60% do Rio Grande.

24.3.06

Citação do dia


"Bola na trave não altera o placar. Bola na área sem ninguém pra cabecear..."

Samuel Rosa, Skank

Mártin - Debut no Olímpico


No dia 25 de setembro de 2004, o Mártin esteve no Olímpico pela primeira vez. Assistiu ao time aspirante do Grêmio pela Copa Colombo LG contra o Uruguaianense, jogo preliminar antes de Grêmio x São Paulo pelo Brasileirão.

No dia 01 de fevereiro, logo depois de completar 2 anos de idade, voltou ao Olímpico para seu verdadeiro debut como torcedor:
Grêmio 1 x 2 Farroupilha (Pelotas) pelo Gauchão.
Apesar da derrota do Grêmio, se divertiu com um saco de salgadinho e pipoca.

A foto foi tirada pelo Luís, fotógrafo da Escolinha do Grêmio.

Náutico 0 x 1 Grêmio - Epopéia em DVD


A inesquecível epopéia do Grêmio em Recife no dia 26 de novembro de 2005 vai virar DVD. A equipe da Iniciativa Produções está em fase de gravação de depoimento das pessoas do Grêmio que lá estavam e que relembram aquela façanha que, segundo Antônio Carlos Verardi, Supervisor e 40 anos como funcionário do Clube (foto), foi “a maior façanha de um clube de futebol na história deste esporte”.
Na manhã de hoje, “seu” Verardi, juntamente com Mano Menezes, outros funcionários e dirigentes, realizaram a gravação na sala de imprensa, ao meu lado.
Pude acompanhar de perto a emoção destes personagens que viveram na pele aquele momento histórico.
O pequeno monitor instalado pela empresa de produção reproduzia os lances dos Aflitos enquanto que os entrevistados deixavam as recordações tomarem conta de seus sentimentos.Pode ser que o DVD não seja um sucesso de vendas, mas certamente estará nas prateleiras de todos os gremistas espalhados pelo planeta.

23.3.06

A evolução dos games

Impressionante.






Poliglota no futebol

Um dia pode ser útil.

ACRÉSCIMOS
DE - Verlängerung
EN - Overtime period
ES - Tiempo extra
IT - Tempo di recupero
FR - Arrêts de jeu
NL - Extra tijd
PT - Desconto de tempo

AMISTOSO
DE - Freundschaftsspiel
EN - Friendly
ES - Amistoso
IT - Amichevole
FR - Amical
NL - Vriendschappelijk
PT - Amigável

ÁRBITRO
DE - Schiedsrichter
EN - Referee
ES - Árbitro
IT - Arbitro
FR - Arbitre
NL - Scheidsrechter

ATACANTE
DE - Angreifer / Stürmer / Torjäger
EN - Attacker / Forward / Striker
ES - Atacante / Delantero
IT - Attaccante
FR - Attaquant
NL - Aanvaller

BARREIRA
DE - Mauer
EN - Wall
ES - Barrera
IT - Barriera
FR - Mur
NL - Muurtje

BOLA
DE - Ball
EN - Ball
ES - Balón/pelota
IT - Pallone
FR - Ballon
NL - Bal

CABECEAR
DE - Kopfball
EN - Head
ES - Cabecear
IT - Colpire di testa
FR - Tête
NL - Kopbal

CAMPEÃO
DE - Champion
EN - Champion
ES - Campeón
IT - Campione
FR - Champion
NL - Kampioen

CAMPO
DE - Feld
EN - Field
ES - Campo
IT - Campo
FR - Terrain
NL - Veld

CARRINHO
DE - Grätsche
EN - Slide Tackle
ES - Entrada
IT - Tackle in scivolata
FR - Tacle glissé
NL - Sliding

CARTÃO AMARELO
DE - Gelbe Karte
EN - Yellow card
ES - Tarjeta amarilla
IT - Cartellino giallo
FR - Carton jaune
NL - Gele kaart

CARTÃO VERMELHO
DE - Rote Karte
EN - Red card
ES - Tarjeta roja
IT - Cartellino rosso
FR - Carton rouge
NL - Rode kaart

CHUTE
DE - Stoss
EN - Kick
ES - Tiro
IT - Calcio
FR - Frappe / tir
NL - Trap
PT - Pontapé

CHUTEIRA
DE - Stollenschuhe
EN - Cleated shoes
ES - Botines
IT - Scarpe da calcio
FR - Crampons
NL - Voetbalschoen

CONVOCAÇÃO
DE - Berufung
EN - Call-up
ES - Convocado
IT - Convocati
FR - Convocation
NL - Geselecteerd worden
PT - Convocatória

COPA DO MUNDO
DE - Weltmeisterschaft
EN - World Cup
ES - Copa del Mundo
IT - Coppa del Mondo
FR - Coupe du Monde
NL - Wereldkamioenschap
PT - Campeonato do mundo

CRUZAMENTO
DE - Querpass
EN - Cross
ES - Cambio de dirección
IT - Cross
FR - Centre
NL -

CRUZAR
DE - querpassen
EN - Cross
ES - Cruzar
IT - Crossare
FR - Centrer
NL - Kruisje

DE PRIMEIRA
DE - Direktpass
EN - One-touch
ES - Al primer toque
IT - Tocco di prima
FR - Une touche de balle
NL - Pass

DEFESA do goleiro
DE - Verteidigung
EN - Save
ES - Parada
IT - Difesa
FR - Arrêt
NL - Redding

DESARME
DE - Angriff
EN - Tackle
ES - Robo
IT - Tackle
FR - Tacle
NL - Tackle

DISPUTA DE PÊNALTIS
DE - Elfmeterschiessen
EN - Penalty-kick tiebreaker
ES - Tanda de penaltis
IT - Rigori ad oltranza
FR - Tirs au but
NL - Penalty schieten

DRIBLE
DE - Dribbling
EN - Dribbling
ES - Regate/Gambeta
IT - Dribbling
FR - Drible
NL - Dribbelen
PT - Drible, finta

ELIMINATÓRIAS
DE - Vorbereitungsspiele
EN - Preliminary matches
ES - Eliminatorias
IT - Partite eliminatorie
FR - Eliminatoires
NL - Voorrondes

EMPATE
DE - Unentschieden
EN - Ties / draws
ES - Empate
IT - Pareggio
FR - Match nul / égalité
NL - Gelijkspel

ESCANTEIO
DE - Eckball
EN - Corner kick
ES - Córner
IT - Calcio d'angolo
FR - Coup de pied de coin
NL - Hoekschop
PT - Canto, pontapé de canto

ESTÁDIO
DE - Stadion
EN - Stadium
ES - Estadio
IT - Stadio
FR - Stade
NL - Stadion

EXPULSÃO
DE - Platzverweis
EN - Dismissal
ES - Expulsado
IT - Espulsione
FR - Expulsion
NL - Uit het veld gestuurd worden

FALTA
DE - Foul
EN - Foul
ES - Falta
IT - Fallo
FR - Faute
NL - Overtreding

FUTEBOL
DE - Fussball
EN - Soccer/ Football
ES - Fútbol
IT - Calcio
FR - Football
NL - Voetbal

GANHAR
DE - siegen
EN - Win
ES - Ganar
IT - Vincitore
FR - Gagner
NL - Winst

GOL
DE - Tor
EN - Goal
ES - Gol
IT - Rete
FR - But
NL - Doelpunt
PT - Golo

GOLEIRO
DE - Torhüter
EN - Goalkeeper
ES - Portero
IT - Portiere
FR - Gardien de but
NL - Keeper

HINO
DE - Nationalhymne
EN - Hymn
ES - Himno
IT - Inno
FR - Hymne
NL -

IMPEDIMENTO
DE - Abseits
EN - Offside
ES - Fuera de juego
IT - Fuorigioco
FR - Hors jeu
NL - Buitenspel
PT - Fora de jogo

INTERVALO
DE - Halbzeit
EN - Halftime
ES - Descanso
IT - Intervallo
FR - Mi-temps
NL - Rust

JOGADOR
DE - Spieler
EN - Player
ES - Jugador
IT - Giocatore
FR - Joueur
NL - Speler

LADRÃO(aviso de marcação)
DE - Hintermann
EN - Man-on
ES - Advertencia
IT - Attento all'uomo
FR - Marquage individuel
NL -

MATA-MATA
DE - Gesamtergebnis
EN - Aggregate score
ES - Golaberage
IT - Andata-ritorno
FR - Résultats cumulés
NL - Totaal score
PT - Diferença de golos

MATAR A BOLA
DE - Ballkontrolle
EN - Trap
ES - Dormir el balón
IT - Stop a seguire
FR - Contrôle
NL - Bal controle

MEIA-LUA
DE -
EN - Quarter-circles
ES - Media luna
IT - Quarti di finale
FR - Corner
NL - Hoekschop

MEIOS-DE-CAMPO
DE - Mittelfeldspieler
EN - Midfielder / halfbacks
ES - Medios
IT - Centrocampista
FR - Milieu de terrain
NL - Middenvelder
PT - Médios

PASSE
DE - Pass
EN - Pass
ES - Pase
IT - Passaggio
FR - Passe
NL - Pass

PÊNALTIS
DE - Elfmeter
EN - Penalties
ES - Penalti
IT - Rigori
FR - Penalties
NL - Penalty or strafschop

PERDER
DE - Verlieren
EN - Lose
ES - Perder
IT - Sconfitta
FR - Perdre
NL - Verliezen

PLACAR
DE - Ergebnis
EN - Score
ES - Resultado
IT - Segnare
FR - Score
NL - Stand
PT - Resultado

PRORROGAÇÃO
DE - Verlängerung
EN - Extra time
ES - Descuento
IT - Supplementari
FR - Prolongations
NL - Blessure tijd
PT - Prolongamento

TIME
DE - Team, Mannschaft
EN - Team
ES - Equipo
IT - Squadra
FR - Équipe
NL - Team
PT - Equipa

TIRO LIVRE
DE - Freistoß
EN - Free kick
ES - Lanzamiento de falta
IT - Punizione
FR - Coup franc
NL - Vrije schop
PT - Livre, pontapé livre

TREINADOR
DE - Trainer
EN - Coach
ES - Entrenador
IT - Allenatore
FR - Entraineur
NL - Coach

TROFÉU
DE - Trophäe, Pokal
EN - Trophy
ES - Trofeo/Copa
IT - Trofeo
FR - Trophée
NL - Trofee

UNIFORME
DE - Uniform
EN - Uniform
ES - Uniforme
IT - Uniforme
FR - Maillot
NL - Tenue
PT - Equipamento

ZAGUEIRO
DE - Verteidiger
EN - Backs/ Defender
ES - Defensas
IT - Centrali difensivi
FR - Défenseurs/ arrières
NL - Verdedigers
PT - Defesa

Meu filho é "totaoguense"


A Márcia quando voltou do Rio de Janeiro, no início do ano, trouxe para o Mártin de presente uma camisa do Botafogo.
Ontem, quando cheguei, minha sogra me chamou e disse pra eu ver uma coisa.
Ela chamou o Mártin e gritou:
- Gooooooooooooolll do Grêmiooooooo!!
O guri ficou brabo e respondeu:
- Gol du guemu não. Gol do Totaôgo!
- Quem?? Perguntei sem acreditar no que acabara de ouvir.
- Du Totaôgo. Eu góta du Totaôgo.
Meu Deus.
Bom. Pode torcer pro Totaôgo, pode ser gay...
Menos colorado.

Leila


Neste dia 23 de março quando completa 31 aninhos, gostaria de mandar um beijo para minha irmã Leila e desejar felicidade pelo aniversário e pela Anna que já está na porta do gol.

A Leila acha que eu não gosto dela porque eu fui muito cruel na minha infância. Não me lembro disso mas, caso seja verdade, gostaria de pedir desculpas em público e dizer pra que ela se lembre apenas dos momentos como este da foto ao lado.

Te amo, mana.

21.3.06

20.3.06

Jugo de Guanábana


O idioma espanhol apresenta muita diversidade de país para país, principalmente em diferentes continentes. Foi em uma destas características mutatórias que me inspirei para denominar este blog. O morango é conhecido como “frutilla” nos países sul-americanos e “fresa” nos países centro americanos e Espanha. O mesmo acontece com o Pêssego, que aqui embaixo é conhecido como “durazno” e lá em cima como “melocotón”.
Quando morei na Costa Rica, tomei muito suco de “marañón” e “guanábana”. O primeiro, até pelo sabor, dava para distinguir que se tratava do nosso caju. Mas a “guanábana”, nunca havia provado nada igual em toda a minha vida. Nem mesmo vendo a fruta pessoalmente consegui distinguir do que se tratava.
Com o passar do tempo, e com o advento da Internet, pude buscar em alguma página da web o significado da “guanábana” que nada mais é que a nossa graviola. Mesmo assim, ainda que tendo provado aquele suco de graviola feito com a polpa da fruta congelada, jamais voltei a sentir aquele sabor do inesquecível suco de “guanábana” da Costa Rica.

Momento família (fotos)


O descanso dos guerreiros


Maria Eduarda e Mártin.
19/03/06, domingo, 23h50.

Olhando assim, parecem até crianças bem tranqüilas e sossegadas.

19.3.06

"Talleres" para cortar o "pastel"


O Luiz Nei sempre foi muito metido em falar outros idiomas. Imagina ele, ser um expert na lingua espanhola. Em 1988, me levou para Buenos Aires para assistirmos Boca x River meu presente de aniversário.
Depois de uma diálogo inflamado com o taxista que nos levou até o centro, sentamos em um restaurante na calle Florida para fazermos um lanche, ele pediu um pastel e eu um sanduiche.
O garçom me trouxe o sanduiche e para o Luiz Nei uma fatia de torta. Meio sem graça com a minha gozação, ele comeu a torta sem reclamar. Lentamente se levantou e foi ao balcão apontando para o atendente o que ele queria.
- Una empanada, señor!
Disse o atendente.
Depois de sentar outra vez, Luiz Nei murmurou:
- Hum...empanada!
O garçom trouxe um pratinho com o "pastel" que o Luiz Nei queria.
Vendo que não havia garfo nem faca, de imadiato o Luiz Nei pediu:
- Señor, quiero talleres, por favor.
O garçom nada falou e saiu caminhando em direção ao balcão onde ficou conversando baixinho com o atentente enquanto olhava pra nós.
Vendo que seu pedido não seria atendido, o Luiz Nei olhou em direção deles e falou mais alto:
- Por favor, Talleres!
O garçom fez sinal para que ele esperasse um minuto e foi lá pra dentro. Logo depois, um senhor de bigodão veio em direção da nossa mesa e se identificou como dono do lugar.
- Problemas, señor?
Perguntou ele para o Luiz Nei.
- Nenhum problema, yo quiero talleres solamente!
Disse o Luiz Nei enquanto apelava para a mímica como se estivesse segurando um garfo e uma faca e cortando o "pastel".
O dono do restaurante sorriu e disse:
- Ah, cubiertas!
- Cubiertas?
Perguntou o Nei.
- Si, cubiertas...
Disse o bigodón enquanto trazia um garfo e uma faca enrolados num guardanapo.
Depois de um minuto de descontração (ao invés do constrangimento), o poliglota Luiz Nei, além de descobrir que "pastel" significa "bolo", descobriu também que "talleres" significa "oficina".

15.3.06

Amazônia FC - A última foto


Eu, Diogo e André (de pé).
Sagüi, Papito e Marcos.
Time do Amazônia no meu casamento.
04/07/98 - A última foto.

Tributo a vó Juçá















Seis anos antes de falecer, minha vozinha me chamou no quarto dela e me presenteou com duas fotos que ela queria que eu guardasse comigo para o resto da vida. Hoje presto um tributo a esta pessoa que guardo no meu coração.


Numa é quando ela completou 15 anos em Florianópolis. A outra é lá no prédio, na entrada principal.

14.3.06

Deu no site do MSN

Derretimento de geleiras deve provocar o desaparecimento de cidades

"Vindas das mais variadas fontes, as notícias sobre o futuro da humanidade não são nada boas. Não há mais volta: mesmo que mudemos radicalmente nossa forma de relação com o planeta a partir de hoje, o prejuízo causado por nossas ações predatórias já atingiu um nível tamanho que o derretimento das geleiras deve provocar o desaparecimento de todas as cidades ao nível do mar no máximo até o final deste século. Essa triste previsão está num artigo publicado há pouco mais de um mês pelo cientista britânico James Lovelock.

A elevação da temperatura em até 8ºC nas regiões temperadas e 5ºC nos trópicos vai provocar também, antes de 2100, impactos desastrosos no equilíbrio ecológico, como a extinção maciça de espécies vegetais e animais e o desaparecimento de vastas áreas selvagens como a Floresta Amazônica, decretando o fim da maior parte da vida na Terra, com a morte de milhões, talvez bilhões de pessoas..."

13.3.06

Conversa com meu filho


Bater um papo com o Mártin (meu filho de 2 anos) é um exercício mental que engloba raciocínio lógico, dedução e uma certa quantidade de adivinhação. Evidentemente que a conversa torna-se mais compreensível levando-se em conta o contexto da situação. Ficamos horas deitados na cama batendo “altos papos” antes de dormir. Ontem parei para anotar algumas expressões do limitado vocabulário do pequeno que aumenta a cada dia.

A mamá a im = faz mamá pra mim.
Qué úco aonda = quero suco de laranja.
Óca Alda paim = Troca fralda pra mim.
Que tá endo? = o que tu estás fazendo?
Ái aiaiá? = vai trabalhar?
Óca devedê a im? = Coloca DVD pra mim?
Iéqui, onto essea, ônka, ínho pu e a ante = Shrek, Monstros S.A., Mônica, Ursinho Puh e o Efalante.
Van Oga tiból? = Vamos jogar futebol?
Ooouuuu, êmu! = Goooollll do Grêmio! (dois bracinhos pra cima)
Qué bubú. = Quero o bico.
Duda deu in im = tradução desnecessária

10.3.06

Batalha dos Aflitos 2005 - Obra

Macaco, com muito orgulho


"O preconceito racial é um dos maiores problemas que assolam a humanidade desde os primórdios. Anteriormente, era aceito naturalmente pela sociedade. Mas, hoje em dia, com a globalização, fica insuportável ver sua raça sendo comparada com o que pior existe no mundo.
Por isso, venho por meio desta, solicitar que nunca mais chamem os macacos de “colorados” (blerg)..."

Ass: Macaco Simão

9.3.06

Profissão: Jornalista


No último mês de janeiro fez 08 anos que me formei.
O tempo passa...

8.3.06

Conversa em uma academia de Caxias

— E aquele jogador do Juventude, hein? Que coisa feia fazer aquilo, tri preconceituoso! Preto é ele.

Galera em Caxias do Sul


Juventude 1x2 Grêmio.
Foto de José Doval

Vale clicar na foto pra ver ampliada.

7.3.06

Já cagou hoje?


Diz uma amiga minha que a palavra “cagar” é uma das mais feias da língua portuguesa. Não só pela fonética mas pelo significado. Segundo ela, as pessoas não deveriam “cagar”. Deveriam “fazer cocozinho”.
Particularmente, sou fã do vocábulo e tenho o prazer de utilizá-lo sempre que necessário. O ato em si a qual a palavra se refere merece uma expressão forte e muito mais característica do que o meigo “cocozinho”, que poderia ser utilizado basicamente para aquilo que as criancinhas deixam em suas fraldas.
Como chamar de “cocozinho” aquela vasta criatura submersa nas profundezas do vaso repleta de milho?
O prazer em pronunciar a frase “vou cagar” é tão grande ou maior do que o ato em si. A agressividade da expressão causa na pessoa para quem você profere a frase uma repugnância imediata fazendo com que você se torne um ser desprezível e vil. Provavelmente seu principal objetivo naquele momento.
E com um sorrisinho sarcástico nos lábios você se dirige ao local adequado para consumar o ato.
Bom, todo esse pensamento veio depois de uma produtiva conversa com dois amigos de Ritter dos Reis. Já sofrendo a influência do álcool, um deles perguntou: “qual o lugar mais bizarro que você já cagou?”. Uma grande quantidade de cagadas históricas passou pela minha cabeça mas poucos foram os lugares inusitados. Um avião? Trem? Shopping? Não são lugares inusitados. Se neles existem banheiros, certamente são porque as pessoas estão habituadas a cagarem ali. Nunca tive que fazer no mato, na praia, na rua. Não por falta de coragem mas por falta de oportunidade.
No fim, minha escolha foi uma cagada no banheiro do estádio do Veranópolis. A janela sobre o vaso dava para o campo e quando a torcida se manifestava eu subia na tampa para ver o lance.
Confesso que foi uma cagada bem fraquinha se comparando com a do meu amigo que um dia chegou bêbado em casa e cagou dentro do armário achando que era o banheiro. E o pior não é isso, ainda por cima dormiu deitado em cima da bosta e acordou só no dia seguinte. Nesse momento suspendemos a cerveja antes as batatas fritas antes que o efeito fosse devastador.
Por falar nisso, vou ali fazer um “cocozinho” e já volto.

Ps. Qual o lugar mais bizarro que você já cagou?

6.3.06

Gripe das aves - enquanto isso, na Avipal...

Let's kick racism out of football


Antônio Carlos, Di Canio, Desábato...

Cadeia pra eles.

Semana Anchietana - 1982


Sensacional essa foto da abertura da Semana Anchietana de 1982 tirada na frente dos vestiários do "campão".

Em cima: Ricardo Cantalice, Felipe Pedroso, Roberto Correa, Rodrigo "Penico", André Hickmann, André Vieira, Rafael Pozzas, Edmundo "Beiço", Luiz Bonamigo, Márcio "Bito", Marcelo Outeiral e Duda Train.

Em baixo: Rafael Scavone, Nandinho(?), Jorge Renato, Cristiano Pacheco, Marcelo Pegoraro, Rafael Ughini, eu, Alexandre Romero, Ângelo Russomano e Rafael Sesti (in memoriam).

Vale clicar na foto pra ver maximizada.

Juventude 1 x 2 Grêmio


Estádio Alfredo Jaconi
Caxias do Sul
Campeonato Gaúcho de 2006
Domingo - 05 de março
Gols de Herrera e Lucas


Mário, Marcelo e eu.
Fotos tiradas pelo Pfeiffer.

3.3.06

A nossa lingua portuguesa


Por isso alguns jogadores brasileiros não dão certo em Portugal.

http://www.ojogo.pt/22-9/index.htm

É nóis no Jaconi


Miss Nega - 24 anos


Além de cuidar dos seus 14 filhos, Jurema da Silva (seu nome verdadeiro) passava os dias vendendo Modess usados nas esquinas da cidade. Seu maior sonho era fazer com que sua formosura fosse reconhecida no mundo todo. Todas as tentativas em concursos de beleza foram frustradas a não ser pela eleição de Miss Nega em uma eleição realizada na rua da vila onde morava. O título, apesar de desdenhado por muitos, serviu para catapultar a auto-estima da moça que, desde então, se julga a Deusa de Ébano.

A Miss Nega nasceu em meados de 1982 como personagem de história em quadrinho.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...