7.3.06

Já cagou hoje?


Diz uma amiga minha que a palavra “cagar” é uma das mais feias da língua portuguesa. Não só pela fonética mas pelo significado. Segundo ela, as pessoas não deveriam “cagar”. Deveriam “fazer cocozinho”.
Particularmente, sou fã do vocábulo e tenho o prazer de utilizá-lo sempre que necessário. O ato em si a qual a palavra se refere merece uma expressão forte e muito mais característica do que o meigo “cocozinho”, que poderia ser utilizado basicamente para aquilo que as criancinhas deixam em suas fraldas.
Como chamar de “cocozinho” aquela vasta criatura submersa nas profundezas do vaso repleta de milho?
O prazer em pronunciar a frase “vou cagar” é tão grande ou maior do que o ato em si. A agressividade da expressão causa na pessoa para quem você profere a frase uma repugnância imediata fazendo com que você se torne um ser desprezível e vil. Provavelmente seu principal objetivo naquele momento.
E com um sorrisinho sarcástico nos lábios você se dirige ao local adequado para consumar o ato.
Bom, todo esse pensamento veio depois de uma produtiva conversa com dois amigos de Ritter dos Reis. Já sofrendo a influência do álcool, um deles perguntou: “qual o lugar mais bizarro que você já cagou?”. Uma grande quantidade de cagadas históricas passou pela minha cabeça mas poucos foram os lugares inusitados. Um avião? Trem? Shopping? Não são lugares inusitados. Se neles existem banheiros, certamente são porque as pessoas estão habituadas a cagarem ali. Nunca tive que fazer no mato, na praia, na rua. Não por falta de coragem mas por falta de oportunidade.
No fim, minha escolha foi uma cagada no banheiro do estádio do Veranópolis. A janela sobre o vaso dava para o campo e quando a torcida se manifestava eu subia na tampa para ver o lance.
Confesso que foi uma cagada bem fraquinha se comparando com a do meu amigo que um dia chegou bêbado em casa e cagou dentro do armário achando que era o banheiro. E o pior não é isso, ainda por cima dormiu deitado em cima da bosta e acordou só no dia seguinte. Nesse momento suspendemos a cerveja antes as batatas fritas antes que o efeito fosse devastador.
Por falar nisso, vou ali fazer um “cocozinho” e já volto.

Ps. Qual o lugar mais bizarro que você já cagou?

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...