7.4.06

O Grito


Não sou uma pessoa que prima pela sensibilidade artísticas.
Talvez pelo meu jeito um tanto rústico e circunspeto de ser acabo não conseguindo ver beleza em coisas que outras pessoas admiram.
Sou do tipo que dorme em ópera, acha ballet uma frescura, despreza a poesia, não consegue assistir a um musical e odeia Caetano Veloso.
Já visitei alguns dos maiores museus do mundo, estive diante de obras maravilhosas consagradas pelo público mas nem assim me deixei sensibilizar apesar de achar bonitinha algumas pinturas.
Me emocionei na frente da Guernica de Picasso quando está ainda estava no museu Reina Sofía de Madrid. Também com a Última Ceia de Da Vinci no pequeno mosteiro Santa Maria delle Grazie em Milão.
Ainda assim, nenhuma destas obras me afeta tanto quanto O Grito de Edvard Munch. Desde pequeno tenho um sentimento diferente quando vejo a reprodução desta imagem. Nunca parei pra pensar qual o motivo disso mas acredito que a resposta não é muito difícil de descobrir.
Hoje, mais do que nunca, O Grito me veio a mente e, se soubesse mexer um pouco mais no Photoshop, colocaria a minha cara no lugar da personagem principal dessa pintura.

Tapem os ouvidos!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...