23.5.06

Nem começou e já acabou (divagações de quem acabou de levar um pé na bunda)

Mágoa?
Talvez...
Tristeza?
Muita.
Já não sou mais aquele que durante muito tempo escondeu os sentimentos com medo de senti-los. Daquele jeito, sempre tomei na cabeça.
Mudei.
Fiz questão de deixar bem claro todas as minhas intenções.
Todos os meus sentimentos.
Até um blog tenho para falar sobre isso...
Ao contrário do que algumas pessoas pensam, demonstrar os sentimentos não as tornam pessoas menos fortes do que elas aparentam ser.
Nem assim adiantou.
E a injustiça machuca.
Fui taxado de agir de uma forma e de ser uma pessoa que não sou.
Muito pelo contrário.
Sempre fui fiel ao que eu sinto e odeio que duvidem disso. Jamais seria capaz de tomar uma atitude que pudesse colocar em risco uma coisa que quero muito.
Talvez toda essa conclusão precipitada ao meu respeito não passe de uma desculpa para mascarar a covardia de ter que tomar uma atitude drástica de mudar o certo pelo duvidoso. Ter que tomar atitude às vezes amedronta e o mais fácil a fazer é negar as evidências e deixar as coisas como estão.
Muito cômodo.
Apesar de tudo, meu sentimento não mudou.
E o que eu quero também não mudou
O que vai mudar é minha forma de ser, de agir.
Até porque, se isso que correr nas minhas veias é sangue, não tem como ser igual.
Pelo menos agora.
E quando essa pessoa, que diz conhecer muito bem os homens, se der conta de que fez a escolha errada e que eu não faço parte deste rol de homens que ela conhece, pode ser que seja tarde demais.
Porque, como ela mesmo gosta de dizer, o tempo não pára.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...