3.6.06

Luiz Nei gagá, cônjuge e neta


Luiz Nei acordando de mau humor quase meio-dia de sábado.
Juçá no corredor do apartamento:
- Já encomendei galeto e salsichão lá no Marujo. Tá no teu nome. Tem que ir lá buscar em meia hora.
- Onde?
- No Marujo.
- Pediu o que?
- Ga-le-to e sal-si-chão.
- Quando tem que buscar?
- (suspiro) Já disse. Em meia hora!
- Tá no nome de quem?
- Tá ficando gagá, velho senil? Já disse que tá no teu nome.
- E qual o meu nome?


Dando uma de Luiz Nei

Juçá no meio da sala passando creme na barriga da cadela.
Eu observando:
- O que tu tá fazendo?
- Passando um remédio contra fungos.
- Esse bicho tá podre.
- Não fala assim. É culpa dos ácaros que existem no mundo.
- “Ácaros que existem no mundo” é muito boa. Quem escuta pensa que a cadela é tri viajada.
- Ela não, mas os ácaros são.


Aprendendo com o vovô

Maria Eduarda azucrinando na sala.
Eu tentando ver televisão.
- Duda, vai brincar no teu quarto.
- Eu não quero, pai.
- Mas eu quero.
- Então vai. Só não bagunça.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...