9.6.06

Meu companheiro, Jorge

Nunca fui muito apegado aos bens materiais, mas tem uma coisa que eu não abro mão: dormir com o Jorge.
Jorge é meu lindo travesseiro que eu tenho desde a mais tenra idade. O nome não é um lapso de homossexualismo e sim uma homenagem a um amigo de infância com o mesmo tipo físico do travesseiro: molengão, molóide, flácido.
Assim era o Jorge, meu colega.
A insensibilidade feminina fez com que, com o tempo, eu fosse me afastando do Jorge, assim como me afastei dos amigos de outrora.
Quando fui me dar conta, o Jorge já não fazia mais parte das minhas noites.
Ontem, em uma missão perigosa, invadi o território inimigo e consegui resgatar meu companheiro.
Cabisbaixo, abandonado dentro de um armário, notei que ele sorriu ao me ver.

Hoje, na falta de companhia mais interessante, dormi abraçadinho com o Jorge.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...