14.7.06

Jota-u-ce-cedilha-a com acento

Minha mãe se chama Juçá.
Pra mim, nenhuma novidade. Afinal, Juçá é o nome dela desde que eu nasci.
Aliás, Juçá também era o nome da minha avó.
Confesso que nunca, em 34 anos de vida, conheci outras pessoas com o mesmo nome.
Minha avó, quando viva, dizia ser um nome muito comum em Florianópolis (onde ela nasceu).
Não sei não.
Nem mesmo com as maravilhas da evolução tecnológica consegui descobrir mais alguma Juçá no planeta.
Os sites de busca não têm cedilha.
Pois este é um dos principais problemas que minha mãe Juçá enfrenta na vida. E que provavelmente vai continuar enfrentando.
Perante a lei, minha mãe se chama Juca (assim, sem cedilha e sem acento). Tipo Juca Chaves.
Problema dos computadores antigos que deixaram marcas nos CIC, CPF, CNH, etc.
Muitos fatos curiosos e constrangimentos.
Tipo: “Desculpa, mas a senhora não pode usar o cartão de crédito do seu marido”, ou “Por favor, senhora, gostaria de falar com o seu Juca. Ele está?”, ou até: “Como assim Juca? A senhora é um homem?”.
Sempre quando perguntada sobre seu nome, minha mãe responde automaticamente:
- Meu nome é Juçá, “jota-u-ce-cedilha-a” com acento.
Mesmo assim, dificilmente alguém deixa de escrever Jussara.
Apesar de tudo, Juçá está satisfeita com seu nome.
Não é pra menos, afinal, seus irmãos se chamam Suzeney, Childrey, Rudley e Zileine.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...