26.8.06

White Room

Como duvidar da qualidade de uma banda de rock que tem seu show aberto pelo Barão Vermelho?
Pois foi com essa credencial que a White Room entrou no palco do Free Rider´s, com aproximadamente 3 mil pessoas se acotovelando pelos melhores lugares, na noite da última sexta-feira.
Comandada pelo meu amigo e colega Rafael Pfeiffer, a banda fez a galera delirar com os principais hits do rock´n´roll mundial.
Pfeiffer, com total domínio de palco, foi um show à parte.
Apesar de gripado durante toda a semana, não se deixou abalar e, com seu rebolar a cada música, lembrou Rubinho Barrichello e sua famosa “sambadinha”.
Quando resolveu subir no degrau mais alto onde estava a bateria, o público, atônito, esperou pelo mosh.
O que, infelizmente, não aconteceu mesmo com a UTI móvel na porta do pub.
A lamentar apenas o baterista que, com 40 anos de profissão, conseguiu desplugar o microfone.
Isso sem falar na guitarra vermelha e branca do vocalista.
Provavelmente com o intuito de expressar sua preferência clubística.
Fora isso, valeu a noite.
Parece que, no apagar das luzes, ainda teve tempo para o show de uma banda chamada Só Creedence.
Mas esse foi apenas um detalhe de menor importância.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...