12.12.06

Encontros reais num mundo virtual

Apesar de encontrar na internet a possibilidade de ampliar meu leque de amizades (e isso é fato), sempre sinto a necessidade de levar essa relação mais adiante do que ficar meramente na amizade virtual.
Minha primeira experiência nesse sentido foi em 1995.
A Internet ainda engatinhava quando conheci a Salete e a Tânia.
Não existiam chats ou MSN.
Apenas e-mail.
Começamos a nos corresponder e não demorou para eu estar passando os finais de semana em Farroupilha.
Conheci muita gente legal apesar de não mantermos mais contato.
Depois veio o blog e a presença de pessoas surgidas de sei lá onde.
Alguns comentários, daqui, outros dali.
Troca de MSN, indicação de amigos, um link na página de outro e lá começa uma nova amizade.
No aniversário da Dani conheci a Priscila e o Rodrigo.
Ontem tive o prazer de conhecer a Mônica (e ela achava que a gente podia não gostar dela... baita besta).
E de lambuja ainda conheci a Fabrícia. Que ainda não tinha lido, mas que já foi pra lista.
Também conheci mais um pouco a Priscila, que no aniver da Dani eu só tinha dado “oi”.
As gurias meio tímidas no início, mas depois da décima long neck já estavam dançando em cima da mesa do Café do Porto.
Uma loucura!
No fim de semana vou conhecer a Ju.
Pelo menos nessa vida a gente ainda não tinha se encontrado.
Bom, mas essa é outra história.
Ah!
Vocês devem estar perguntando qual o motivo dessa foto.
Acabei fugindo do tema.
Além das gurias dançando em cima da mesa, foi a atração da noite os cobertores que o lugar oferecia para quem sentava na rua.
Coisa de primeiro mundo.
Era só levantar o braço e pedir: “garçom, me traz um cobertor”.
Ainda que estivesse fazendo 30 graus naquela hora.
É duro ser chique.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...