2.1.07

Átimo é a tasquiupariu

Praia de Atlântida.
Dia 01 de janeiro de 2007.
Aproximadamente 19h.
Luiz Nei pronto para retornar a Porto Alegre apesar das inúmeras sugestões para que saia mais no fim da noite como objetivo de não pegar engarrafamento na estrada.
Eu, que volto de carona, só observo.
Diz o Marcos:
- Deixa de ser burro, Luiz Nei. Esse é o horário em que todo mundo vai embora. É a hora de maior congestionamento na estrada.
- Aí é que tu te enganas e é aí que prevalece minha superioridade intelectual. Tem que aproveitar o átimo que existe entre a realidade e a inteligência coletiva.
- ...?
- Não entendeu o átimo, né? É uma palavra muito profunda pra tua cabecinha.
- É.
- A idéia é essa: todo mundo tem esse mesmo pensamento. De que essa hora é a pior pra sair. Então todo mundo deixa pra sair daqui a meia hora. Se eu saio agora, aproveito esse átimo que existe e pego a estrada vazia.
Ironiza a Leila:
- Isso mesmo. Tu vais ser o único carro na freeway.
- Pode ter certeza.

Deixamos Atlântida às 19h e chegamos em casa às 23h.
Nos meus 34 anos de vida, foi a viagem mais longa que já fiz da praia para Porto Alegre.
Que o Luiz Nei pegue esse ÁTIMO de 4 horas e enfie no cu.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...