27.7.07

Acnes do prazer

Existem mulheres que afogam suas mágoas, suas frustrações, seus medos em um shopping center.
Ou no Mc Donald´s.
Ou até mesmo num psicanalista.
Acabam se sentindo melhores.
Mais alegres.
De bem com a vida.
Isso as mulheres normais.
Pois a minha mulher se realiza espremendo espinhas.
Isso mesmo.
O prazer que ela sente espremendo minhas espinhas é quase orgasmático.
Vejo no brilho dos seus olhos ou no salivar dos seus lábios.
Acreditem: ela saliva espremendo espinhas como se estivesse à frente de um suculento petit gateau de chocolate.
Apesar da dor, me sinto feliz em poder proporcionar tamanho prazer ao meu amor.
E como dói.
Quanto mais eu resmungo, mais ela aperta.
- Tá saindo, tá saindo! Ela berra.
Lógico que tá saindo.
Apertando desse jeito, alguma coisa tem que sair.
Nem que seja sangue ou um órgão interno.
E olha que não sou um ser repleto de espinha.
Pelo contrário.
Apenas algumas nas costas.
O problema são as espinhas imaginárias.
- Aqui tem uma! Aqui tem uma! Pára quieto!
Lógico que não tem absolutamente nada.
Eu sei disso e ela também sabe.
Mas quem sou eu pra dizer e estragar a alegria da criança?

Além disso, tem suas compensações.
Depois de tamanho sofrimento ela faz questão de espremer aquela outra espinha.
Aquela que não dói.

Meu Deus...

Um comentário:

Flordeju disse...

Tenho uma conhecida que estava sofrendo achando que era a única no mundo a salivar ao espremer espinhas e cravos. Ela agora está feliz, pois sabe que não é maluca!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...