15.8.08

Alcachofras e afins

Outro dia conversando com minha amiga Mônica pelo MSN, escrevi que ela precisava de uma bússola.
Foi neste momento que percebi que, nos meus 36 anos de vida, jamais havia escrito a palavra “bússola”.
Não é impressionante?
Uma palavra tão comum, tão simplória.
Evidente que existem palavras técnicas que jamais iremos escrever na vida como “esternocleidomastóideo” ou “pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico” (que é a maior palavra da lingua portuguesa).
O interessante são mesmo as palavras mais comuns e que nunca tivemos a oportunidade de escrever.
“Alcachofra”.
Esta é uma palavra que eu nunca havia escrito.
Por qual motivo deveria ter escrito “alcachofra” na minha vida?
Aliás, duvido que a maioria das pessoas que leem este blog tenha escrito a palavra “alcachofra”.
Este é só um exemplo.
Se me deixarem aqui por mais 10 minutos sou capaz de colocar mais uns 200 exempos de palavras que nunca escrevi na vida.
Bom, se isso acontecesse, deixariam de ser palavras que nunca escrevi na vida, não é mesmo?
Então deixa assim.

Sim. Hoje vai ser um longo dia.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...