4.8.08

Eu tenho um anjo

Nunca fui muito fã da Martha Medeiros.
Ainda assim, procuro sempre ler o que ela escreve, pois volta e meia aparecem textos bons.
Como o que ela escreveu na Zero Hora do último domingo falando sobre as diversas formas da aparição de Deus na vida dela.
O texto fala que “Deus escolhe, dentro do mais rigoroso critério, os momentos de aparecer pra gente. Não sendo visível aos olhos, ele dá preferência à sensibilidade como via de acesso a nós” e, no final, questiona:
Quando Deus aparece pra você?”.
Não acredito em Deus (uia! Frase forte).
Pelo menos não neste Deus estereotipado de barba que fica numa nuvem atirando raio na gente.
Talvez alguma força energética superior que norteia nosso caminho e que nos tenta mostrar o certo e o errado. Cabendo a nós decidirmos qual seguir.
São pequenos sinais que recebemos diariamente.
Tendo em vista este grau de incredulidade que me caracteriza, sempre tive dificuldade para perceber tais sinais.
Não fosse isso, não teria feito tanta cagada na vida.
E foi exatamente no momento em que eu mais precisava, quando minha vida necessitava urgentemente de um rumo certo, que Deus apareceu pra mim.
Foi naquele final de janeiro do ano passado.
E apareceu em forma de anjo.
Um lindo anjo de olhos azuis e cabelos cor de fogo.
Chegou para tranqüilizar meu coração e para me mostrar o caminho a ser seguido.
Mas não só me mostrou como também permaneceu ao meu lado para me guiar.
Vai que eu não conseguisse encontrar sozinho?
E não conseguiria mesmo.
Pois é neste anjo que Deus mandou pra mim que eu me apoio para caminhar.
E é para este anjo que eu dedico todo o meu amor, o meu carinho e a minha gratidão.
Este anjo me acorda todas as manhãs com um beijo doce.
Este anjo que me protege com sua mão sobre a minha perna enquanto eu dirijo.
Este anjo tem sempre uma palavra de carinho nos momentos difíceis...ou um abraço quando mais preciso. Mesmo sem eu pedir. Afinal é um anjo...e anjo sabe tudo.
Só um anjo conseguiria me fazer sentir melhor do que eu realmente sou.
Conseguiria me fazer maior do que eu realmente sou.
Conseguiria me fazer acreditar que tudo é possível.
E como não o seria tendo um anjo de companheiro?
Só tem um problema.
Estou dependente deste anjo.
Só vivo porque ele existe.
E dele dependerei até o final dos meus dias.
Quando, finalmente, poderia agradecer a Deus...pessoalmente.

Obrigado Senhoooorrrr!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...