2.10.08

O futebol e suas teorias


O futebol é cheio de teorias.
Ou melhor, as pessoas fanáticas por futebol são cheias de teorias sobre o esporte.
Algumas delas têm tanto fundamento que acabam se tornando verdades absolutas. Neném Prancha é o mais célebre criador de teorias e de frases sobre o futebol e que são lembradas até hoje:
“O pênalti é tão importante que deveria ser cobrado pelo presidente do clube”.
“Se concentração ganhasse jogo o time do presídio era sempre campeão”.
“Se macumba desse certo o campeonato baiano terminava empatado”.
São algumas delas.
Existem outras tradicionais como “em time que está ganhando não se mexe”, “bola pro mato que o jogo é de campeonato” ou “quem não faz leva”.
Acho que todo mundo já ouviu um dia.
Cresci escutando algumas teorias de Luiz Nei sobre o futebol.
Absurdos do tipo: “negro não pode ser goleiro”, “atacante não pode ter bigode” ou “jogador que se preze não pode ter o nome terminado em “inho: como Juninho, Paulinho, Joãozinho”.
Certamente, Luiz Nei se baseou em fatos vivenciados para criar tais pérolas.
Acredito que a primeira se deve ao goleiro Barbosa, considerados por muitos o culpado pela derrota na Copa de 1950.
Vivo há 30 anos dentro do futebol e, com o tempo, fui criando minhas próprias teorias.
A mais interessante delas diz que “uma falta cobrada na barreira é mais frustrante que um pênalti perdido”.
É um pensamento bastante profundo.
O mínimo que esperamos de uma cobrança de falta é que a bola passe da barreira.
O que vai acontecer depois disso não importa.
Se vai ser gol ou não já são outros 500.
Frustrante mesmo é gerar toda uma expectativa em cima da cobrança e, na hora H, chutar na barreira.
Já a perda de um pênalti é algo esperado.
Não gera tanta frustração, pois o torcedor está esperando por isso também.
O torcedor espera que o atacante perca o pênalti, mas jamais ele espera que a bola bata na barreira.
Até tentei defender essa tese no meu trabalho de conclusão, mas meu orientador achou melhor buscar outro tema.
Professorzinho de visão minimalista.
Bom, essa post já está muito longo.
Dependendo da repercussão, crio um post novo com outras teorias tão ou mais interessantes que essa.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...