7.11.08

Portões fechados


Não é de hoje que alguns treinadores do Grêmio se utilizam do artifício de comandarem os treinos com os portões do estádio fechados.
E são fechados mesmo.
Ninguém entra e ninguém sai num período de aproximadamente duas horas antes do início dos trabalhos.
Nem mesmo os funcionários do clube como eu.
Não dá nem pra espiar.
Proteções são colocadas para que nenhum espaço do interior do estádio seja visível.
Mano Menezes adorava fechar os portões.
E agora o Celso Roth.
Não sou contra.
Acho que eles têm o direito de querer mais privacidade para trabalhar algumas jogadas específicas.
Vendo de fora, o assunto torna-se irrelevante.
Mas tem um porém:
Todos os dias o Olímpico é invadido por dezenas de excursões vindas dos mais distantes pontos do Estado e até de fora dele.
Muitas escolas e ônibus vindos do interior.
A grande maioria formada por crianças.
Pessoas humildes que colocam o estádio Olímpico como visita obrigatória na vinda à capital.
Provavelmente jamais terão outra oportunidade.
Cruzam o pórtico de entrada eufóricas, gritando o nome do Grêmio.
Vestem a camisa tricolor e agitam bandeiras.
Mas quando chegam ao portão de acesso às arquibancadas, são impedidas de entrar.
Barradas pela segurança.
Ninguém entra, pois o time está treinando.
Professoras atônitas.
Crianças aos prantos.
Tem noção do que é esse sentimento?
Acho que senti algo parecido quando o porteiro do estádio do Pisa, na Itália, não deixou eu visitar. Ou aquele segurança do estádio do San Lorenzo da Argentina.
Talvez nunca mais eu venha a visitar o estádio do Pisa ou do San Lorenzo.
Mas não torço por esses times.
Muito pelo contrário: desde então passei a torcer contra o Pisa e contra o San Lorenzo.
Como deve ficar o coraçãozinho gremista destas crianças?
Bem complicado.
Impotente, observo o sofrimento de cada uma delas.
Não posso ajudar.
Afinal, o melhor técnico do mundo está lá dentro treinando jogadores fora de série.
São jogadas ensaiadas que revolucionam o futebol moderno.
Será que vale a pena tudo isso?
A resposta a gente tem dentro de campo.

Um comentário:

natih disse...

Realmente Márcio, isso é uma das piores coisas. A primeira vez que fui ao Olimpico a única coisa que eu pensava era... e se os portões estiverem fechados? e se eu não conseguir ver o gramado do Monumental?! Por sorte não estava fechado, mas já peguei portões fechados uma vez ;/ é triiiste.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...