9.5.09

Mim não saber viver sem ela

Mais de um ano sem ver o pai e os irmãos, Priscila embarcou na manhã deste sábado para Americana, no interior de São Paulo.
Conseguiu umas férias de dez dias para curtir a família.
Me encontro com ela em terras paulistas na próxima sexta-feira.
Essa semana que ficarei aqui sozinho é motivo de preocupação da moça, como comprova o diálogo abaixo no saguão do aeroporto antes do embarque:
- Má. Seu voo na sexta-feira é às 17h35. Não esquece. Você sai do trabalho, passa em casa, deixa o carro e vai de táxi para o aeroporto...
- Tá.
- Não vai esquecer a passagem em casa, peloamordedeus. Deixei um recado colado na porta dizendo que a passagem está na sua gaveta de cuecas. Não vá esquecer.
- Tá.
- Você pode ir jantar na sua mãe. Não fica comendo porcaria por aí. Se precisar, você pode ir ao supermercado comprar alguma coisa pra você comer. Tem lasanha congelada na geladeira...
- Tá.
- Já separa as roupas que você vai usar na viagem pra não sujar durante a semana. Quando você chegar em casa agora já arruma a sua mala e coloca as roupas dentro...
- Tá.
- Vou embarcar agora, amor. Não esquece que você estacionou o carro no segundo andar do estacionamento. Vai que você se perde, né?
- Tá.
- Ah! Quando você chegar em casa, tem papel higiênico dentro do armário do quarto, na porta do meio.
- Tá.
Beijo e abraço de despedida.
- Má...
- Que?
- Eu não acho você um retardado. Só me preocupo contigo e quero que você fique bem.
- Tá.

Não é uma coisa querida essa minha esposa?

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...