28.7.09

Pensamentos de terça-feira

Já faz algum tempo que não apareço por aqui.
É que meu cérebro congelou durante a última semana.
Hoje iniciou processo de degelo.

Ontem compramos um novo aquecedor para ser utilizado no apartamento mais frio de Porto Alegre.
Compramos ali no “tio” da ferragem perto de casa.
Ninguém dá nada por ele.
Chiquitito pero cumplidor.
Hoje a Pri acordou suando.

Oito horas da manhã o rádio anuncia a temperatura de 9 graus.
Serão os primeiros sinais do verão que se avizinha?

Dentro de aproximadamente 40 dias estarei com meu filho nos braços.
Hoje sonhei com ele.
Gordinho, bochechudo e olhos claros.
Coisinha meiga.

Evidentemente, muito preocupado com a gripe suína.
Não por mim, mas pela Priscila.
Grávida de oito meses, faz parte do super-ultra-mega grupo de risco.
Tá. Exagerei um pouquinho.
Mas o que seria da vida sem o exagero?

Ontem, com lágrimas nos olhos, ela disse pra mim:
- Má. Se acontecer alguma coisa comigo, cuida bem do Pietro. Eu sei que tu serás um ótimo pai.
O que seria da vida sem o exagero?

Evitar lugares fechados.
Shoppings, cinemas, etc.

Hoje fui agredido violentamente durante o sono só porque estava roncando.
Acho que foi culpa do nariz entupido.
Nada que algumas gotas de Afrin não resolvam.
Resolveram o desentupimento do nariz, mas não o ronco.
Culpa do novo aquecedor que deixou o ar muito seco.

O uso do Afrin é uma herança de Luiz Nei.
Não sou viciado.
Só uso quando preciso.
Segundo o próprio Luiz Nei, esse negócio de Afrin viciar é uma baboseira.
“Eu uso Afrin há 40 anos e nunca viciei”, diz ele.

Vou lá cobrir o treino do Grêmio.
Tá na hora de vencer fora de casa.

Cérebro trabalhando com 40% de sua capacidade neste momento.
Olho esquerdo aberto e enxergando normalmente.
Depois de colocar a lente, claro.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...