13.10.09

Gelol


O Pietro é um gurizinho muito legal.
Legal mesmo.
É muito bom tê-lo em meus braços enquanto assistimos a Série B numa noite de sexta-feira.
Nem mesmo o fato dele chorar quase 20 horas por dia pode interferir neste sentimento de amor que venho sentindo e que cresce a cada dia.
Hoje ele expeliu líquido por três orifícios distintos.
Cagou, mijou e regurgitou em cima de mim, ao mesmo tempo.
Não é lindo isso?
Desde que minha sogra voltou para São Paulo, as coisas tem sido difíceis.
Confesso que aproveitei a presença dela aqui para abrir um pouco mão dos meus afazeres como pai.
Mas não foi por mal.
Queria que ela curtisse o neto ao máximo.
Agora estou penando.
A Priscila costuma dizer que só tem duas coisas que me deixam de mau humor durante o dia:
Sono e fome.
E é exatamente isso que venho sentindo nos últimos dias.
Imagina então como está o meu humor.
Mas sei que estou errado.
Hoje prometi pra mim mesmo que não vou deixar que essas coisas me atinjam.
Quero curtir meu filho em todos os momentos que estiver com ele, pois sei que isso passa rápido.
Logo ele estará solto pelo mundo e eu sentindo saudades deste tempo em que tudo ele dependia de nós.
Assim sendo, passarei as noites em alerta.
Velando seu soninho.
Pronto para acudir quando precisar.
Seja para dar mamadeira, seja para trocar a fralda (mesmo sem lente de contato).
O pior que posso fazer é colocar a fralda na cabeça.
Afinal, como diz meu amigo Gelol: não basta ser pai. Tem que participar.
Tamos aí.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...