17.12.09

Palavras e reunião-almoço

Você já parou pra pensar qual palavra mais escreveu na vida?
Pois eu fiz isso hoje.
Normalmente, enquanto escrevemos um texto, volta e meia aparece uma palavra que não sabemos escrever e pensamos: “puxa! Nunca tinha escrito essa palavra antes”.
Pelo menos eu penso.
E existem muitas palavras que nunca escrevemos durante nossa existência.
“Qüiproquó”, por exemplo, é uma palavra que nunca havia escrito.
Mas existem outras palavras mais simples e que não temos a oportunidade de escrever.
“Colibri” é uma delas.
Por que cargas d´água eu iria escrever “colibri”?
Jamais.
Bom, mas quando o assunto é a palavra que mais escrevi, a situação é diferente.
Estou me referindo aos substantivos, claro.
Preposições não valem.
Muito menos artigos.
A resposta aparentemente é óbvia: “a palavra que mais escrevi na vida foi o meu nome”.
Bem ou mal são aproximadamente 32 ou 33 anos escrevendo “Márcio”.
Antes mesmo de sermos alfabetizados, já rabiscamos nosso nome.
Nos trabalhos da escola, nos documentos, nos contratos, nas fichas, em qualquer lugar.
Coisa óbvia.
Para as pessoas normais.
Como esse não é meu caso, certamente “Grêmio” é a palavra que mais escrevi nestes meus 37 anos de vida.

(...)

Deve ser bom trabalhar na agência que cuida do site do Grêmio.
Se ligamos pra lá às 10h, o pessoal saiu pro almoço.
Se ligamos às 16h, o pessoal não retornou do almoço.
Coisa boa.
Imagino que sejam pessoas bem nutridas, bem alimentadas.
E quando ligamos antes das 10h e depois das 16h, o pessoal está em reunião e não pode antender.
Felicidade total é quando eles fazem uma reunião-almoço.


Fiquem tranqüilos.
Entro de férias amanhã.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...