16.10.10

Obra de arte do "seu" Hélio Devinar


Antigamente, as revistas do Grêmio não possuiam todas as fotos dos jogos, principalmente no interior.
A solução encontrada para que o leitor (torcedor) ficasse sabendo como foi determinada jogada ou como foi um gol do Grêmio foi por meio de ilustrações.
E as ilustrações eram feitas pelo Hélio Devinar.
Pois outro dia fui chamado ao memorial porque o "seu" Hélio havia deixado um desenho pra mim. Esse que reproduzo abaixo.
Grande figura é o Hélio.
Uma verdadeira lenda dentro do Grêmio.
Fiquei muito honrado.

Amo muito



Pietro Tescaro! Um ano e um mês!

Grande figura!

Já não se fazem mais passados como antigamente


O passado jamais será como era antes.

Aliás, o passado está cada vez mais presente.

Tão presente que um dia deixará de ser passado.

Tudo isso graças à tecnologia.

Ao desejo desenfreado de registrar as coisas.

Registros em câmeras fotográficas, em celulares, em câmeras de vídeo.

Tudo é registrado em qualquer lugar e a qualquer hora.

São tantos os registros que dentro de pouco tempo não saberemos mais o que é passado e o que é presente.

Já não existem mais aquelas páginas de jornal amareladas que guardamos dentro do baú.

Ou aquela foto em preto e branco antiga onde quase não conseguimos distinguir, mas que fazia-nos viajar no tempo em busca de recordações que ficaram guardadas apenas em nossa memória, sem nenhum registro.

A tecnologia está aí para facilitar a vida.

Para nos ajudar.

Dizem.

Sei de tudo. Lembro de tudo.

Vagas lembranças aos poucos vão ficando no passado.

Que passado?

(...)
 
Luiz Nei completa hoje 70 anos.
Parece que o tempo não passa.
Festa merecida para comemorar a data.
Muitos registros!
Beijo grande pra Kate, minha sogra.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...