24.11.10

Luiz Nei se guardando pra velhice

Há muitos anos atrás, enquanto manejava seu possante Toyota Corolla ano 1993 pela av. Nilo Peçanha, Luiz Nei não percebeu um buraco logo à frente.
Era um buraco qualquer, igual a muitos que encontramos por aí.
Seria apenas um solavanco.
Seria. Não fosse um pequeno detalhe: o estouro do air bag.
Sem nenhuma razão de ser, o air bag explodiu com o choque no buraco atingido o rosto despreparado de Luiz Nei.
Resultado: um ferimento na córnea e gastos com oculista.
O que se seguiu, foram vários anos de disputa judicial entre Luiz Nei e a gigante Toyota do Brasil.
Disputa levada às mais altas instâncias judiciais.
Muito tempo depois, o resultado definitivo foi a vitória de Luiz Nei e Toyota tendo que pagar uma boa quantia em dinheiro por danos morais e materiais.

Na semana passada, Luiz Nei recebeu a bolada depositada em sua conta bancária.

Passando o último final de semana na casa de Luiz Nei e Juçá, percebi que o aparelho de TV do quarto deles não estava mais lá.
No lugar dele, a mísera TV da cozinha de 14 polegadas.
Um puta espaço no armário ocupado por um aparelho irrisório.
Questionei Luiz Nei:

- Onde está a TV do quarto?

- Foi pra arrumar.

A TV do quarto deles é de 29 polegadas, mas é tão velha quanto a minha que eu comprei pra ver a Copa de 1994.

- E por que vocês não compram uma TV nova full HD de 42 polegadas. Com esse dinheiro do processo contra a Toyota dá pra comprar.

Me parecia uma ideia razoavelmente lógica e aceitável.
No que Luiz Nei respondeu:

- De jeito nenhum. Esse dinheiro é para nossa velhice. Vai ficar parado na conta.

Falou o jovem Luiz Nei com seus 70 anos.
Não sei que idade ele acha que tem.
Mas se esse dinheiro não for usado agora, vai junto pro túmulo.
Bom, a menos que meu nome esteja no testamento.

Um comentário:

Mônica disse...

eu estava com saudades das histórias do Luiz Nei. bjs a ti e a ele

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...