7.12.11

Sócrates e a caneta do Odair

É inegável que Sócrates foi um dos maiores jogadores do futebol brasileiro.

Pessoas da minha geração, que viveram a fundo os anos 80, certamente acompanharam mais de perto a trajetória deste atleta que fez seu nome defendendo o Corinthians.
Não vou nem falar nas questões extra campo e engajamento político, algo que não me ligava muito na época.

Dizem que Sócrates não pode ser chamado de “atleta”, pois sempre levou uma vida desregrada fora de campo (e a causa de sua morte está aí para comprovar).
Mesmo assim, ao contrário de outros, não recordo que o excesso de bebida tenha prejudicado seu lado profissional.

Apesar de tudo, não guardo muitas recordações do Sócrates como tenho do Zico ou do Roberto Dinamite, ídolos contemporâneos do “Doutor”.

Para falar a verdade, a grande lembrança que levo dele foi num jogo contra o Grêmio quando Sócrates defendia o Flamengo (sim, ele jogou pelo Flamengo). Diante das sociais do Olímpico, levou um drible desconcertante do pequeno Odair, pelo meio das pernas. A diferença de estatura entre os dois tornou a cena ainda mais constrangedora para o adversário gremista.
A galera foi ao delírio e, para completar o quadro, Sócrates mandou um gesto obsceno em nossa direção.

Jamais vou esquecer.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...