11.5.12

AVISO DE COMUNICAÇÃO INTERNO:

De: Diretor Presidente
Para: Gerente

Na próxima sexta-feira, aproximadamente às 17 horas, o cometa Halley estará
nesta área. Trata-se de um evento que ocorre somente a cada 78 anos. Assim,
por favor, reúna os funcionários no pátio da fábrica, todos usando capacete
de segurança, quando explicarei o fenômeno a eles. Se estiver chovendo, não
poderemos ver o raro espetáculo a olho nu, sendo assim, todos deverão se
dirigir ao refeitório, onde será exibido um filme documentário sobre o
cometa Halley.


De: Gerente
Para: Supervisor

Por ordem do Diretor Presidente, na sexta-feira, às 17 horas, o cometa
Halley vai aparecer sobre a fábrica. Se chover, por favor, reúna os
funcionários, todos de capacete de segurança, e os encaminhe ao refeitório,
onde o raro fenômeno terá lugar, o que acontece a cada 78 anos a olho nu.


De: Supervisor
Para: Chefe de Produção

A convite do nosso querido Diretor, o cientista Halley, 78 anos, vai
aparecer nu no refeitório da fábrica usando capacete, pois vai ser
apresentado um filme sobre o problema da chuva na segurança. O Diretor
levará a demonstração para o pátio da fábrica.


De: Chefe de Produção
Para: Mestre

Na sexta-feira, às 17 horas, o Diretor, pela primeira vez em 78 anos, vai
aparecer no refeitório da fábrica para filmar o Halley nu, o cientista
famoso e sua equipe. Todo mundo deve estar lá de capacete, pois vai ser
apresentado um show sobre a segurança na chuva. O Diretor levará a banda
para o pátio da fábrica.


De: Mestre
Para: Funcionários

Todo mundo nu, sem exceção, deve estar com os seguranças no pátio da
fábrica na próxima sexta-feira, às 17 horas, pois os manda-chuva (o
Diretor) e o Sr.Halley, guitarrista famoso, estarão lá para mostrar o raro
filme "Dançando na chuva". Caso comece a chover mesmo, é para ir para o
refeitório de capacete na mesma hora. O show será lá, o que ocorre a cada
78 anos.


AVISO GERAL

Na sexta-feira o chefe da Diretoria vai fazer 78 anos, e liberou geral pra
festa, às 17 horas no refeitório. Vai estar lá, pago pelo manda-chuva, Bill
Halley e seus cometas. Todo mundo deve estar nu e de capacete, porque a
banda é muito louca e o rock vai rolar solto até no pátio, mesmo com chuva.




5.5.12

No último segundo


Acompanho futebol há pelo menos 35 anos e, neste período, já vivi momentos inesquecíveis.
Hoje comecei a recordar aqueles jogos que foram decididos no último lance.
Lógico que existem muitos pelo mundo afora, mas escolhi dois gols que ficaram para sempra na minha memória.

O primeiro deles foi na final da Copa Libertadores de 1987 entre América de Cali e Peñarol de Montevideu.
Era o último jogo, disputado em campo neutro, em Santiago do Chile.
Sem as facilidades que temos hoje em dia com as transmissões de televisão, Luiz Nei descobriu que o jogo seria reproduzido ao vivo pela extinta Ovo de Colombo, uma boate/restaurante que ficava na Av. Cristóvão Colombo, em Porto Alegre. O local possuía antena parabólica e só assim conseguia transmitir.
A notícia circulou entre a comunidade uruguaia em Porto Alegre, que lotou as dependências da boate.
Luiz Nei me levou.
O jogo estava zero a zero no último segundo da prorrogação.
O empate dava o título ao América, pelo saldo de gols.
Mas o Peñarol marcou.

O segundo jogo inesquecível foi a decisão da extinta Recopa da Europa de 1995.
Arsenal e Zaragoza decidiam em Paris, quando, no último segundo da prorrogação, o Zaragoza conseguiu marcar um gol improvável.

A importância de cada gol pode ser percebida na narração de cada um.

Não tem como não arrepiar.

Divirta-se abaixo.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...